A última edição do “Brasil Já” da Rede CNT no Paraná



Em 1994 a Rede CNT, com sede em Curitiba, tirava do ar o telejornal “Brasil Já”.  O motivo foi a substituição dos apresentadores paranaenses, que aparecem na edição em vídeo desta página. A rede havia contratado a apresentadora carioca Leila Richter, tentando passar a impressão de ser uma rede nacional. Mas o projeto durou pouco tempo.

Leila Richer

A Rede CNT teve origem na TV Paraná Canal 6. Em 1989, o dono da emissora, deputado José Carlos Martinez, apoiou a campanha de Fernando Collor. Logo depois da vitória eleitoral, a emissora começou a ter grandes investimentos do governo Collor. E foi lançada como rede nacional de televisão.

Mas com o impeachment de Collor, a Rede CNT ficou sem sustentação, e procurou outra parceria. Desta vez foi com o banqueiro José Eduardo de Andrade Vieira, dono do Bamerindus. Mas esta nova parceria não durou muito. Com a crise do banco em 1994, e a venda para o HSBC em 1997, a emissora voltou a ter dificuldades.

E para completar o quadro já complicado, o dono da CNT, José Carlos Martinez, morreu em um acidente de avião em 2003. A Rede CNT ainda prossegue, mas com poucos programas de peso, e com quase todos os seus horários vendidos para igrejas.

 Clique aqui para encontrar o grupo “Memória da Televisão Brasileira”. Ao abrir a página, clique em “participar do grupo”.

https://mpbmaquinatempo.minhawebradio.net/

Comments

comments

Shares