O “Jatão” de Santa Felicidade em Curitiba

O Jatão era um restaurante em formato de avião, no ponto onde hoje está a ligação entre a Avenida Manoel Ribas e a Via Vêneto, em Santa Felicidade. O criador foi  Elmo Waltrick,  conhecido como o “garçom artista”.  Depois de ganhar um prêmio na loteria,  ele começou o projeto do restaurante. A contrução tinha  uma área interna de 410 metros quadrados ( 41 X 10 metros)  com 112 mesas e capacidade para 360 pessoas.

A diretoria de urbanismo da prefeitura logo acionou o dono, porque uma das asas do avião de cimento  avançava sobre a Avenida Manoel Ribas.  Elmo mandou cortar a metade da asa, o que deixou o projeto ainda mais estranho. O projeto não deu certo, e Elmo mudou-se para uma cidade do Mato Grosso, onde continua trabalhando como garçom.   Leia mais sobre esta história no blog Columbia News.

 

 

Leia também este texto de Aramis Milarch sobre o tema,  publicado em 16 de março de 1978.

Apesar do pessimismo que cerca os comerciantes da noite curitibana, um deles, Elmo (Valtrick), “o garçon-artista”, como gosta de se apresentar, decidiu investir parte do prêmio de Cr$ 2,5 milhões que recebeu na Loteria Esportiva, num projeto que muitos consideram “loucura”: a construção de uma super casa- noturna, em formação de um avião, no bairro de Santa Felicidade.

*** A terraplenagem da área já está sendo feita e a construção – um avião ao estilo do “Jatão Colorido” da Tranbrasil – deve ficar pronta até julho, quando a casa – com o nome de “O Jatão”, será inaugurada. Terá uma área de 410 metros quadrados, na extensão de 41×10 metros, com 112 mesas e capacidade para 360 pessoas. Se localizará ao lado da “La Rond”, restaurante dançante que Elmo comprou há quatro anos e que é uma das casas mais freqüentada por casais que preferem ambientes escuros, discretos e que, na seqüência, sempre garantem movimentos dos hotéis de alta rotatividade, dois dos quais em Santa Felicidade: o “Rebu” e o “Flamengo”.

*** Elmo Valtrick, 33 anos, lageano que chegou a Curitiba em 1970, se destacou já em seus primeiros dias de funcionários do restaurante Carreteiro, por suas habilidades artísticas. Simpático e imaginoso, conseguiu, comprar uma primeira casa, o restaurante “Sete Belo”, passando depois para o “La Rond”. Um dos sete paranaense premiados há alguns meses pela Loteria Esportiva, pode agora investir mais de Cr$ 1,5 milhão na construção do “Jatão”, que pelas suas características e originalidade de construção será uma casa diferente em Santa Felicidade, o gastronômico bairro de Curitiba.

 

 

 

Comments

comments

Shares