Condenado no mensalão, Pizzolato já foi candidato ao governo do Paraná

Pizzolato enfrentou o julgamento ao ser trazido de volta ao Brasil.

 

Henrique Pizzolato  foi acusado de participar do “mensalão” em 2005. Ele teria autorizado a transferência de R$ 73 milhões de um fundo administrado pelo Banco do Brasil, para as agências do publicitário Marcos Valério.  Pizzolato deixou o cargo de gerente de marketing do Banco do Brasil, negando o crime. Mas no julgamento do caso, o desvio acabou sendo confirmado. Ele foi preso, após ser transferido da Itália, para onde tinha fugido, de volta para o Brasil.

 

Vídeo mostra a campanha de Pizzolato para o Governo do Paraná em 1990.

 

 

 

 

Comments

comments

Shares